BMW Série 6 Cabriolet



A renovação da linha BMW trocou as linhas vincadas e polêmicas de Chris Bangle por traços mais suaves e esportivos, criados pela equipe comandada por Adrian van Hooydonk. O resultado acabou agradando os fãs da marca e com o novo Série 6 não deve ser diferente.

O modelo, apresentado na Europa justamente quando as atenções da mídia especializada estão voltadas para o Salão de Los Angeles, foi inspirado no Concept 6 Series Coupe. A versão conversível é maior e mais larga que a geração anterior, resultando em mais espaço para os ocupantes do banco de trás e também no porta-malas.

O design da dianteira lembra bastante o Série 5, com destaque para a tradicional grade em duplo rim pronunciada, acompanhada dos belos faróis. De lado, o vinco na altura da maçaneta e outro que começa próximo ao para-lama dianteiro e se estende pela porta se sobressaem. O desenho das lanternas, por sua vez, remete ao X1 e ao novo Série 7.

O interior exibe mudanças mais discretas em relação ao seu antecessor. No entanto, vale ressaltar a qualidade dos materiais empregados no acabamento. Os recursos tecnológicos, como a tela de 10,2 polegadas que mostra as informações do iDrive, pode exibir até a caixa de e-mails do motorista, graças a uma conexão sem fio realizada via Bluetooth por um smartphone Blackberry.

A capota – que não é rígida – tem acionamento elétrico e pode ser recolhida em 19 segundos ou levantada em 24 segundos. Ambos os processos são realizados a uma velocidade de até 40 km/h.

O Série 6 Cabriolet conta com itens como controle dinâmico dos amortecedores, controle de rolagem da carroceria, sistema de direção ativa no eixo dianteiro (que deixa as respostas ao volante mais rápidas) e eixo traseiro que pode ser esterçado, acompanhando o movimento das rodas dianteiras.

Em um primeiro momento, serão oferecidas duas opções de motorização. O 640i usa um motor 3.0 com seis cilindros em linha e turbocompressor, entregando 320 cv e um torque máximo de 45,89 mkgf. Segundo a BMW, o 640i acelera de 0 a 100 km/h em 5,7 segundos e chega aos 250 km/h.

Já o 650i tem um motor 4.4 V8 com dois turbos, que desenvolve 407 cv e 61,18 mkgf de torque máximo. A aceleração de 0 a 100 km/h é realizada em cinco segundos e a velocidade máxima também é limitada em 250 km/h.

O conversível será lançado na Europa em março de 2011 e chegará aos Estados Unidos no segundo semestre do ano que vem. Ainda não se sabe quando o modelo será importado para o Brasil.


fonte: Quatro Rodas
Share on Google Plus

Sobre Erik Lara

Editor e fundador paulistano, tem 22 anos, estudante de marketing na Universidade Anhembi Morumbi em São Paulo. É apaixonado por carros esportivos e preparados desde os 6 anos de idade. Aos 17 anos resolveu criar o Age Of Sport Cars para ler, escrever e informar sobre aquilo que mais gosta.

0 comentários :

Postar um comentário